1 de fevereiro de 2017

hsoul

Número Invisível. Por: Roberto Garini

Quando queremos saber de alguma coisa, sempre perguntamos pela via direta. 
-Quanto é ?
-Quanto tem? 
Assim é nossa estrutura mental.Trabalhamos por comparação e no menor nível de energia, como a química nos ensina.
Mas, na gestão das empresas, isso não vale. O que está à vista quase que não importa.



O importante é o “Número Invisível”, aquele que a gente nunca se preocupa. 

Portanto a maneira do gerente se relacionar com os números têm seus cuidados.
Nunca pergunte ao seu financeiro: 
- Quanto tem em caixa? 
Mas sim; – Qual o saldo de caixa no final do mês? 
Pois aí vai estar a comparação e é claro não com o menor nível de energia.
Por trás disso alguns números invisíveis vão aparecer.
O fluxo de caixa, que é trabalhoso e difícil de construir vai dar a perfeita visão de quanto “sobra” dia a dia, e aí não precisa mais perguntar todo dia. Olhe o fluxo e você saberá todo seu dia a dia.
Nunca pergunte ao seu estoquista: 
- Quanto temos em estoque? 
Mas sim; 
- O que faltará no estoque?
Dessa maneira você estará fazendo a gestão do seu negócio. Preparando seu estoque para completar as faltas.
Esse é mais um número invisível, aquele que a gente não presta a atenção mas está lá.

Nunca pergunte ao seu vendedor: 
- Quanto você vendeu nesse mês ? 
Mas sim;
 - Qual foi seu ticket médio neste mês? 
Mais complicado de ter o número, mas com vantagem de se compreender a venda e a necessidade de substituição ou treinamento, nas vendas.
Número invisível outra vez, mas de grande importância.
Nunca pergunte ao seu gerente: 
- Quanto vendeu hoje? 
Mas sim; 
- Quanto deixou de vender hoje? 
Marque a entrada de clientes, já existe contadores aqueles que quando você entra na loja ouve-se um som.
Procure então, a partir desse número, entender porque pessoas entraram em sua loja e nada compraram.
Nunca pergunte ao seu colaborador: 
- O que mais vendeu este mês? 
Mas sim; 
- Que itens venderam mais em quantidade, e que itens venderam mais em valor? 
Este é o estudo de margem de contribuição, que serve para responder esta e outras perguntas.
Portanto srs leitores e srs proprietários de um negócio. Saibam de agora em diante buscar o número invisível, pois aí vão perguntar melhor para ter uma melhor tomada de decisão na gestão da sua empresa.


Atenção: O importante é o Número Invisível, aquele que a gente nunca se preocupa


Nunca pergunte ao seu financeiro:
- Quanto tem em caixa?
Mas sim;
- Qual o saldo de caixa no final do mês?

Nunca pergunte ao seu estoquista:
- Quanto temos em estoque?
Mas sim;
- O que faltará no estoque?

Nunca pergunte ao seu vendedor:
- Quanto você vendeu nesse mês ?
Mas sim;
- Qual foi seu ticket médio neste mês?

Nunca pergunte ao seu gerente:
- Quanto vendeu hoje?
Mas sim;
- Quanto deixou de vender hoje?

Nunca pergunte ao seu colaborador:
- O que mais vendeu este mês?
Mas sim;
- Que itens venderam mais em quantidade, e que itens venderam mais em valor? 

Roberto Garini
Consultor de Empresas
Matemático pelo IME-USP 
MBA em consultoria de produtividade pela Associação das Indústrias do Japão Central – Nagoya-Japão